Início 2018-02-15T18:11:53+00:00

Entre em contato através da nossa central: (31) 3643-8720 (31) 2520-4114whatsapp_small(31) 99234-7133

Oferecemos

Oferecemos  soluções práticas e modernas, com preço competitivo e muita qualidade. Confira mais clicando no botão abaixo.

botao

Área de Atuação

A Minas Revestimentos possui portfólio em produtos que atendem aos ambientes internos e externos de sua casa.

botao

Equipe

Experiência e qualidade são nossas maiores aliadas. Contamos com uma equipe de profissionais que atua há muitos anos no mercado.

botao

Orçamento

Fazemos seu orçamento sem compromisso. Colocamos seu piso em 72 horas e temos pontualidade com o prazo de entrega.

botao

Nossos produtos

Veja os melhores pisos e revestimentos e encontre o ideal para seu ambiente, seja residencial ou comercial.

 

Saiba mais sobre pisos

Piso Laminado ou Vinilico ?

Qual é a diferença entre piso laminado e vinílico? Do que cada um é feito?

O piso vinílico é feito com cloreto de vinila, ou PVC. O material vem em placas, réguas ou mantas.
Já o laminado é composto por camadas de materiais derivados da madeira, como aglomerado e painel de madeira de alta densidade (HDF). A camada superior recebe uma estampa decorativa, impregnada com resina. O revestimento vem em réguas; pode ser instalado por encaixe ou cola sem cheiro.

Vantagens do Piso Laminado e Vinílico

O piso laminado é muito fácil de instalar: no dia seguinte já é possível usá-lo. Em caso de mudança, pode ser desmontado e levado para a nova casa. “Ele é considerado flutuante, por isso o contrapiso não precisa estar tão nivelado quanto no caso do vinílico.A durabilidade também é alta – varia de 5 a 16 anos.

O piso vinílico abafa ruídos de passos e ajuda a conservar a temperatura dos ambientes. Como é protegido por resina de poliuretano, mancha muito pouco e é antialérgico. E não faltam opções de estampas! O produto pode ter desde cores vibrantes à aparência discreta. “Os fabricantes reproduzem o visual da madeira com tamanha perfeição que fica difícil distinguir.

Pontos Fracos 

O piso vinílico risca se a abrasão for grande – como no caso de uma geladeira sendo movida. Seu pigmento também se desbota com o sol. Além disso, o piso suporta água, mas não pode ser submerso. Por isso, é bom evitá-lo em áreas externas e cômodos inundáveis, como banheiros e cozinhas. 

Já o piso laminado propaga sons facilmente. “Pra evitar o toque-toque do sapato é preciso cobrir o contrapiso com manta acústica. Muito liso, o piso dificulta a vida dos animais de estimação, que acabam deslizando. Devido ao seu miolo de madeira, o material não pode ser coberto com água – quem derramar qualquer líquido precisa secar logo. Por fim, é preciso instalar feltro nos pés dos móveis e usar rodízios de polietileno.

Instalação do Piso Vinílico

O vinílico só funciona bem com um contrapiso seco, limpo e rigorosamente nivelado. Para criar essa superfície, a melhor maneira é aplicar uma massa niveladora, composta por cola e cimento. Com a mistura é possível aplicar o piso sobre superfícies não tão lisas, como cerâmica ou pedras polidas. O passo seguinte é colar ou encaixar o revestimento e esperar secar. É uma má ideia instalar o vinílico sobre materiais que podem apodrecer, como madeira e laminado. Dica: contrate um instalador experiente, capaz de avaliar o contrapiso e indicar correções.

Instalação do Piso Laminado

O laminado também precisa de um contrapiso seco, limpo e nivelado, mas aceita variações de até 3 mm a cada 1,5 m de extensão. Por isso, pode cobrir pedra, concreto e cerâmica, desde que a superfície receba uma manta regularizadora, feita dos plásticos polietileno ou poliuretano. O produto pode ser instalado com cola ou com sistema de encaixe. É preciso deixar um espaço de dilatação entre as bordas do piso e a parede. E também vale à pena contratar um instalador, que pode avaliar o contrapiso.

Limpeza

O piso vinílico resiste a manchas e à proliferação de bactérias. No dia a dia, basta varrer com uma vassoura de pelo ou passar um rodo com pano umedecido. Se quiser uma limpeza mais profunda, use tecido com água e sabão neutro.
Limpe o laminado com aspirador de pó ou vassoura de cerdas suaves passados no sentido das réguas – mas cuidado para não raspar a superfície. Depois passe um pano úmido com sabão neutro (lembre de torcer bem). Manchas exigem detergente e álcool. Tinta, verniz e graxa saem com querosene, tíner ou aguarrás.